sexta-feira, 11 de março de 2016

CICATRIZES

O tempo passou
E nada mudou
Continuo a sofrer
Por essa dor
Continuo a chorar
Por esse amor.
O tempo passou
Só torturou
E nada curou
De nada adiantou
Os ventos sopraram
E as cicatrizes que não calam.


Fabrício Colombo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário