quinta-feira, 21 de abril de 2016

VOCÊ NUNCA RESPONDE

Você nunca responde
Fica sempre em silêncio
Um silêncio devastador
Que dilui minhas ilusões
Acaba com meu dia
Mas não destrói as canções.
Você nunca responde
Ou eu que não sei ler
Nas entrelinhas do teu olhar
Não consigo entender
O que eles tentam dizer
Se é que esse olhar é pra mim.
Você nunca responde
E as vezes eu fico cansado de nadar
Sem encontrar terra firme para poder pisar
Uma sombra onde eu possa descansar
Das batidas aceleradas do meu coração
Ao te ver entrar na mira do meu olhar.
E eu me pergunto por quê?
E respostas não há
Pois você nunca responde
Ou sou eu que não consigo ver
Aquilo que não posso ter
E insisto em querer....
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário