sexta-feira, 6 de maio de 2016

DEDICADO

DEDICADO
Tentei escrever sobre as flores
Pétalas de rosas
Lembrei da tua pele
Quis descrever os raios de sol
Mas veio a minha mente
Os contornos do teu sorriso
Esperei chegar a noite,
Tentativa em vão
Pois ao olhar o brilho da lua
Teu olhar, era o que eu via
Fui tentar desvendar os segredos do vento
Nada consegui a não ser imaginar
Teus cabelos soltos no ar
Me restou olhar o mar
Vasto oceano para desvendar
Mas o vai e vem das ondas
Só faziam te lembrar
Então escrevi uma poesia
Dedicada a quem ama
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário