quinta-feira, 5 de maio de 2016

UM TOLO

Desculpa 
pelo meu olhar
insistente
eloquente 
quase insano
são tolices.
Desculpa
pela minha mão atrevida
que acariciou tua pele
que tocou teu corpo
suavemente.
Desculpa
pelos meus impulsos
atitudes
sem pensar
só viu o momento
são tolices.
Quer saber
retiro as desculpas
são tolices
e eu um tolo.

Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário