terça-feira, 7 de junho de 2016

ETERNAMENTE

Foste na vida
O grande sol a sorrir
O céu e o luar
Mais bonito que vi
A mais bela flor
De um jardim
A razão que não compreendi
A ilusão que vivi
Foste na vida
Tudo que eu não imaginei
E tudo o que eu sempre sonhei
O silêncio e som
Atravessados por uma melodia
O sonho que ninguém pode sonhar
A vida que só eu vivi
Foste na minha vida
Tudo, todo o amor
Que eternamente em mim ficou. 
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário