quinta-feira, 9 de junho de 2016

FILHO

Filho
Tão pequeno ser
Tão suave suspiro
Gigante amor a despertar
Em mim
Perdoe-me oh! Senhor
Mas filho
Quando te segurei
Em meus braços
Senti-me um Deus!

Fabrício Colombo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário