quarta-feira, 29 de junho de 2016

LOUCA VIDA

Minha louca vida cheia de sonhos
Mas sem planos para não virar enganos
Vida que nessa minha loucura
Incompreendida, ainda bem
Assim, ninguém complica
Não quero ser entendido
Quero ser feliz
Para contrariar o que parece incontrariável
Para despertar o adormecido
Para saber fazer de uma derrota
Uma surpresa na vitória
Quero minha vida louca, loucamente vivida
E dentro dessa loucura
Que não tem dores
E de muitos amores
Quero viver loucamente
Essa minha louca vida.
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário