sexta-feira, 10 de junho de 2016

MASOQUISTAS

Por que a gente não se lembra dos sorrisos
Mas sempre das lágrimas
Por que a gente não lembra dos sonhos, das conquistas
E sempre das decepções
Por que a gente não lembra das vitórias
Mas sempre das derrotas
Por que a gente não lembra dos amores com carinho
E sempre como se fosse um espinho
Por que a gente não lembra de viver a eterna aventura
Mas sempre sofrer pela amargura.

Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário