quarta-feira, 1 de junho de 2016

PELAS RUAS DA CIDADE

Eu vago sem destino
Pelas ruas da cidade
Como um andarilho
Não tenho chegada
Pois não tive partida
Queria só encontrar um anjo
Que me ajudasse a confessar
O que o medo me impede
Que o silêncio cala
E as luzes
Entrariam no lugar do som
Para refletir em meu olhar
Todo amor que tenho pra te dar.
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário